por Mariacchi

Na minha missão para ver a maioria dos filmes do Oscar ANTES do Oscar essa semana, escolhi O Vencedor como vítima da vez. O filme tem nada mais nada menos que 7 indicações ao Oscar deste ano: Melhor Filme, Melhor Roteiro, Melhor Atriz Coadjuvantes (com 2 atrizes concorrendo), Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Direção e Melhor Edição. E creio que pelo menos 3 estatuetas ele deverá arrebatar.

O Vencedor conta a história (baseada em fatos reais), do início da carreira do  boxeador Micky Ward (Mark Wahlberg) e seu irmão Dicky (Christian Bale), que o ajudou a treinar antes de se tornar profissional nos anos 90. A história é bem simples, dando destaque para a atuação de todo o seu elenco, que fez um trabalho invejável. Já que estamos falando do elenco, vamos logo às atuações.

Com três indicações ao Oscar nessa parte, O Vencedor mostra que seus atores fizeram o seu dever de casa e mergulharam nos papéis para fazer esse filme memorável. Vou começar pelas mulheres. Amy Adams aparece aqui bem diferente do que tinha visto em seus outros filmes, que são comédia em sua maioria. Aqui ela faz o papel da namorada de Micky, uma pessoa importante na trama, fazendo o boxer conquistar sua confiança e mudar a direção de sua carreira. Adams desmonstrou muita força e talento no papel de Charlene. A outra mulher fundamental no filme foi Melissa Leo, no papel de Alice Ward, mãe/gerente de Micky. Melissa mostrou todo o seu talento ao fazer uma mulher tão apaixonada por seus filhos, que tamanho sufoco acaba atrapalhando a vida de Micky. Um turbilhão de emoções de ambas atrizes.

Agora a ala masculina. Mark Wahlberg tá mostrando que está melhorando na atuação mas precisa de mais algumas aulas para chegar ao Oscar. Seu personagem, o boxer Mick Ward, demandou um grande esforço físico de Wahlberg mas ainda não consegui vê-lo emotivo. Um dia ele consegue chegar lá. Ele já fez muito saindo de Marky Mark (clique aqui e veja) para Mark Wahlberg. E para finalizar, o homem ladrão de cenas, Christian Bale. Bale roubou quase todas as cenas em que contracenou no papel do irmão de Micky, Dicky Eklund, um ex-boxeador, viciado em crack e todo problemático mas que também ajudou o seu irmão à treinar e chegar onde chegou.

A direção ficou por conta de David O. Russell, que tem uma filmografia invejável mas recentemente caiu na desgraça do público ao anunciar que seu vindouro filme Uncharted, teria inúmeras modificações na história, causando grande resposta negativa dos fãs do jogo de mesmo nome. Mas o que nos interessa no momento é O Vencedor e ele fez um ótimo trabalho por aqui e espero que ele realmente saia vencedor (sacou a piada, hein hein?) do Oscar.

Resumindo: O Vencedor é um filme tão bem contado que ele consegue te transportar para dentro da telona e é assim que acho que um filme deve ser, te fazer pensar que é parte da história. E sem falar do Christian Bale, que só sua performance no filme já vale o ingresso pelo preço que for (estudante, inteira, 3D, etc). Sim, o filme é ótimo mesmo.

Nota: 10/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s