por Amanda Leite 

Tinha Que Ser Ele (Why Him?) dirigido por John Hamburg (“Quero Ficar com Polly”, “Entrando Numa Fria”) e um filme estadunidense de comédia, lançado no ano de 2017.

O filme nos apresenta uma família tradicionalmente americana: um casal composto por Ned Fleming (Bryan Cranston, serie “Breaking Bad”) e Barb Fleming  (Megan Mullally, “Saindo do Armário” e “Smashed – De Volta a Realidade”) e seus filhos Stephanie (Zoey Deutch, “A Academia de Vampiros- O Beijo das Sombras” e “Ringer”) e Scott (Griffin Gluck, “Esposa de Mentirinha” e “Back In The Game”)  . A família aproveita o feriado de Natal para conhecer o novo namorado de Stephanie, o excêntrico bilionário Laird Mayhew (James Franco, “A Entrevista” e a saga “ Homem-Aranha”).

Logo na primeira cena, John Hamburg nos mostra como será o estilo de comédia, para a grande maioria, um tanto quanto apelativa, principalmente no cunho sexual da coisa. E por este fato, ele traz Bryan Cranston a um filme aparentemente nada a ver com trabalhos já realizados por ele. AS coisas podem dar certo ou nao, depende da avaliação individual de cada um.

Enfim, com o decorrer do filme nós podemos perceber uma atuação já vista anteriormente de James Franco, se você for ver algumas comédias já feitas por ele (como “A Entrevista”), tudo muito caricato, ou seja, se você gosta do estilo James Franco, você irá gostar deste filme.

Agora, Bryan Cranston, eu realmente fiquei na dúvida se ele é daquele jeito ou é tudo atuação. Se torna complicado saber se só falaram “Brian, tem uma lance aqui pra você” e ele foi por estar ocioso, ou se ele costuma entrar em qualquer papel que ele faz. De qualquer forma, e uma atuação sólida. Na verdade, a impressão que se tem e que o ator de Breaking Bad está ali porque não tinha muito o que fazer (confesso).

O roteiro trouxe a tecnologia para o mundo dos cinemas, o bilionário interpretado por James Franco se tornou famoso na elaboração de aplicativos de jogos, isto e, trouxe um tema que está e sempre estará em alta (principalmente se formos ver a área de desenvolvimento de aplicativos). Porém e um roteiro muito simplista, nada que exija um grande aprofundamento nas atuações de cada um, por isso nenhum dos personagens se destaca de forma esplendorosa. Ficamos o filme todo num eterno arroz com feijão, e com uma sensação de “ Eu já vi essa história em outro lugar”, com piadas aqui ou ali (mas tudo depende do seu humor), ou seja, só não é um filme sessão da tarde porque as piadas não são para o horário.

Em resumo, o filme vai agradar alguns e deixar alguns com o sentimento “ o que eu vim fazer aqui?”, se você nunca assistiu um filme de comédia com o James Franco e recomendo que assista antes de ir ao cinema, se já assistiu e gosta, pode ir, você irá rir e se divertir. Agora se você nunca assistiu filme nesse estilo e mesmo assim quer ir, vá (mas não diga que eu não avisei).

Nota:6.5/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s