Rio-eu-te-amo

por Marina Lima

Rio, Eu te amo é o terceiro filme da franquia Cities of Love do qual fazem parte as produções: Paris, Je T’aime e New York, I love You .

O filme mostra diversas situações referentes ao amor, que por muitas vezes se cruzam. Cada conto contém uma concepção diferente sobre a essência do sentimento. Essas diversas concepções são na verdade a visão de vários diretores que se uniram e interligaram suas histórias em um lindo filme.

Carlos Saldanha, Sang-soo Im, Stephan Elliott, Fernando Meirelles, Andrucha Waddington, Nadine Labaki e José Padilha dirigiram um longa metragem cheio de paixão e suspiros que podemos sentir tanto pelas histórias, quanto pelas belezas da capital. Uma mistura de Fernanda Montenegro a Harvey Keitel foi a fórmula exata para risos e choros na interpretação dos contos.

Do lixo ao luxo, o elenco de peso conseguiu mostrar como as cidades Brasileiras caminham com a desigualdade social, trazendo situações de ambiguidade na hora de um final feliz.

Gêneros como, conceitual, experimental e clássico estiveram presentes no telão, trazendo mais individualidade para cada parte. Porém, algumas ideias não fizeram jus ao nome “Rio”, além de efeitos especiais visivelmente mal feitos que trouxeram um certo espanto para quem estava assistindo.

Rio, Eu te amo fez um bom trabalho representando a franquia Cities of Love. É um filme singelo e cheio de emoção, principalmente para quem é brasileiro.

Nota: 9/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s