batmanvsuperman

por Edson Jr.

Batman vs Superman: A Origem da Justiça (Batman v Superman: Dawn of Justice), dirigido por Zack Snyder (“300”, “Watchmen: O Filme”, “O Homem de Aço”), é o novo filme de heróis da Warner/DC e coloca frente a frente dois dos maiores ícones da história das HQs.

Diante da destruição causada pela batalha entre Superman/Clark Kent (Henry Cavill, “O Homem de Aço”, “Imortais”) e o vilão Zod, e com um ‘incentivo’ de Lex Luthor (Jesse Eisenberg, “A Rede Social”, “Zumbilândia”), parte da população de Metropolis começa a duvidar se o Homem de Aço é mesmo o herói que acreditavam e se o mundo realmente precisa desse suposto protetor.

Enquanto alguns ainda duvidam, Bruce Wayne/Batman (Ben Affleck, “Argo”, “Garota Exemplar”), certo de que Superman é uma perigosa ameaça, decide confrontá-lo, alcançando assim o seu tão sonhado legado.

Aproveitando-se do embate entre os dois heróis, Luthor cria o monstro Apocalipse, um poderoso vilão que somente poderá ser derrotado com a união do Homem de Aço e do Homem-Morcego.

Também fazem parte da produção: Mulher-Maravilha/Diana Prince (Gal Gadot, da franquia “Velozes & Furiosos”), Lois Lane (Amy Adams, “O Homem de Aço”), o mordomo Alfred (Jeremy Irons, “O Homem da Máscara de Ferro”).

Um dos filmes mais aguardados de 2016, Batman vs Superman demora um pouco para engrenar, mas tudo faz parte do contexto que nos leva até o tão esperado confronto. De um lado, um Superman abalado, inseguro, ou seja, mais ‘humano’. Do outro, um Batman mais velho, mais violento e sombrio, em busca de seu legado.

Snyder, com suas cenas em câmera lenta e close-ups já bastante usados em outros de seus filmes, consegue transmitir toda a grandiosidade das batalhas. Em contrapartida, os excessos com efeitos especiais e CGIs, ainda que esperados e/ou necessários à produção, incomodam um pouco no 3D.

Os diálogos são bem construídos e a atuação de Affleck se sobressai. Contrariando todo mundo, o ator entrega um ótimo Batman, envolvendo o espectador com momentos de impotência e vulnerabilidade perante adversários tão poderosos, mas sempre ultrapassando seus limites humanos.

Outro ponto positivo é a Mulher-Maravilha! Mesmo sendo uma personagem subaproveitada e com pouquíssimo destaque na produção, a atriz Gal Gadot merece destaque ao conseguir transmitir toda a força e o poder da heroína, ainda que com pouco tempo em tela.

Cavill e Eisenberg, no entanto, ficam atrás de seus companheiros de elenco. O primeiro, apesar de uma melhora em relação a “O Homem de Aço”, continua com problemas em mudar suas feições e transmitir emoções. Já o segundo não consegue largar o seu jeito MarkZuckerberguiano de atuar, trazendo todos os tiques e trejeitos para o vilão.

Resumindo: Batman vs Superman: A Origem da Justiça, mesmo com suas falhas e deixando a sensação de que a luta entre os heróis poderia ter sido evitada com uma simples conversa (O.o), supera expectativas e agrada bastante. Pode comprar o ingresso e a pipoca, valerá a pena!

Nota: 8/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s