260x365_1487091422

por Amanda Leite.

Lion – Uma Jornada Para Casa dirigido por Garth Davis é um filme de drama coproduzido pelo Reino Unido, Austrália e Estados unidos. Lançado no ano de 2016.

Aos 5 anos de idade, o indiano Saroo (Sunny Pawar e Dev Patel, “Quem Quer Ser Um Milionário?” e “Chapie”) se perde de seu irmão Guddu (Abhishek Bharate) em uma linha de trem.

Quando tratamos de filmes com histórias reais, fica evidente a empatia que o público tem com todo aquele contexto. Não é atoa que muitos filmes do gênero terror utilizam desse meio para poder trazer uma identificação maior do público com aquilo que está sendo reproduzido.

Ao tratarmos de filmes dramáticos, que é o caso de Lion, a tendência é a catarse aparecer de forma intensa. O filme de Garth Davis é uma história dramática e real, reproduzida de forma fidedigna. Aqui não é a ficção imitando a realidade, é a realidade contada dentro do universo fictício. E isso só faz com que nossos sentimentos sejam extremamente explorados.

A sensação que passa é que estamos escutando aquela história de alguém, talvez sentados numa mesa de bar ou num encontro de amigos, e é por isso que temos um diferencial. O fato é que em momentos de pouca profundidade em determinadas passagens da vida de Saroo, e a narrativa focando no que é principal (a jornada de uma “criança” indiana em busca de sua família) fazem com que o filme demonstre maturidade. Tudo deixa claro que a equipe de Garth, e o mesmo, souberam pegar uma história e extrair a essência. Um filme baseado em uma história real e tendo um livro como referência é sempre muito complicado, não colocar detalhes desnecessários ou retirar partes importantes é que demonstra as habilidades do diretor e de sua equipe.

Além da maravilhosa história e bem amarrada que o filme trouxe, ainda tiveram as ótimas atuações, principalmente de Sunny Pawar e Abhishek Bharate. A dupla indiana demonstra uma sintonia enorme e o verdadeiro sentimento de fraternidade. Os dois são os pontos altos de toda a dramaturgia, tanto em seus momentos iniciais como em passagens rápidas das memórias de Saroo.

Tivemos também Nicole Kidman (“Moulin Rouge” e “Os Outros”) como um ponto importantíssimo e que traz fortes emoções, sendo a mãe adotiva de Saroo, Nicole demonstra todos os sentimentos que uma mãe pode ter com seu filho, independente se veio se deu ventre ou não. Tudo fica bastante claro na relação de Lucy (Nicole Kidman) com Mantosh (Divian Ladwan, “My Dad” e “Saxon”), o outro filho adotivo de casal.

O que torna o enredo ainda mais completo e bonito é a forma que a Índia é representada visualmente. O filme nos traz diversas paisagens, tanto paisagens belas e naturais quanto paisagens urbanas, representando fortemente a real face daquele país. Fica nítido com a fotografia e filmagem toda a pobreza presente naquele local e também deixando presente toda a beleza natural e cultural do mesmo.

Tendo um enredo forte e complexo, o diretor Garth Davis demonstrou destreza na elaboração de histórias extremamente emotivas e que nós leve a uma catarse profunda. O tema abordado é bastante delicado, traz questões sociológicas, antropológicas e de direito internacional e que, se analisarmos de forma ainda mais “rigorosa”, percebe-se que tudo isso nos leva a um ponto: a pobreza na naquele lugar.

Lion é um daqueles filmes de emoção do começo ao fim.

Nota: 10/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s