“O filme de terror mais esperado do ano” – DreadCentral

por Dan Costa

Tem muita gente que odeia esse filme, mas eu sou um dos fãs de Atividade Paranormal. Para quem não se lembra, o Atividade Paranormal é um filme “caseiro”, feito em 2007 mas lançado apenas em 2009, que mostra um casal numa casa e ao longo desse filme coisas sobrenaturais vão acontecendo. Muita gente reclamou do tipo de filmagem, que é feita com uma camera dessas comuns, e filmado pelos próprios personagens do filme.

Ano passado, Atividade Paranormal criou um buzz fenomenal, devendo seu sucesso ao marketing boca-a-boca e às várias críticas positivas, inclusive do mestre Steven Spielberg, que deu pitaco até no final do filme, dando uma brecha para possíveis continuações.

E é isso que aconteceu. Nessa semana, Atividade Paranormal 2 chega aos cinemas como um dos filmes mais antecipados do ano, com o mesmo buzz do primeiro e a a mesma abordagem, tanto de filmagem quanto o marketing “You Demand it”, onde os espectadores votam na página oficial do filme o estado que eles querem que a película passe.

A história do filme se passa algumas semanas antes de onde o primeiro filme começa, na casa da irmã de Katie, Kristie e o cunhado Dan. Temos também o pequeno Hunter, sua irmã Ali, a babá Martine e o pastor alemão da familia,Abby. Katie e Micah, do primeiro filme, também aparecem mas são personagens secundários. Todos muito importantes para o andamento do filme. Atividade Paranormal 2 começa morno, igual ao primeiro, mas ao passar dos minutos a ação sobrenatural aparece mais. Dan, o dono da casa, acha que os eventos acontecidos são coisas da cabeça de sua filha e esposa, e acha que tudo é brincadeira até o espírito querer se mostrar. O espírito do filme assombra a casa também durante o dia, ao contrário do primeiro. Há cenas muito tensas e intensas assim que o demônio decide assombar a casa da pacata familia. O som e os pequenos detalhes continuam fazendo a diferença, apesar do som da sala de cinema que fui estar muito baixo. O filme também tem algumas cenas engraçadas, conseguindo tirar algumas gargalhadas da platéia já tensa.

A direção ficou a cargo de Todd Williams que seguiu a mesma linha de filmagem do primeiro, como previsamente mencionado. Acredito que se tivessem investido mais dinheiro e feito algo bem diferente, não iriam conseguir o mesmo sucesso, como aconteceu com Bruxa de Blair 1 e 2 (filmes completamente diferentes que não tiveram sucesso compatível).

Vou esperar a versão em blu ray sair para ver de novo, com o home theater no talo para ter a experiência que esse filme merece.

Nota 8/10


Anúncios

2 comentários »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s