por Ed Jr. 

Os Exterminadores do Além Contra a Loira do Banheiro, nova produção nacional de terror/comédia, reedita a parceria vista em “Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola” entre o diretor Fabrício Bittar e o comediante Danilo Gentili (escritor, roteirista e protagonista do ‘terrir’ de 2018).

Na trama, Jack (Gentili), Fred (Léo Lins), Caroline (Dani Calabresa) e Túlio (Murilo Couto) formam um quarteto de youtubers de Osasco que tenta a todo custo capturar criaturas sobrenaturais para conquistar o reconhecimento do público. Ao ser contatado por um colégio para investigar uma possível aparição da famosa Loira do Banheiro (Pietra Quintela), o grupo vê uma boa oportunidade de aumentar o número de views e likes e, de quebra, descolar uma grana. Tudo vira de cabeça para baixo quando os caçadores de fantasmas descobrem que precisarão enfrentar um espírito real e sedento por sangue.

O elenco conta ainda com Matheus Ueta, Sikêra Júnior, Jean Paulo Campos, Bárbara Bruno, Antonio Tabet, entre outros.

Filme trash de baixo orçamento com muito sangue e piadas! O objetivo de Os Exterminadores… é aproveitar essa simples receita, bastante comum no cinema estrangeiro, mas pouco explorada no cenário nacional. E como a melhor forma de beber dessa fonte é ser despretensioso e não se levar a sério: ponto para Bittar e Gentili.

Desde o elenco até os efeitos e figurinos (até que bem feitos para o orçamento disponível!), nada na produção deve ser levado a sério, deixando claro que a dupla decidiu fazer o filme unicamente para se divertir, homenageando clássicos e disparando piadas (algumas de gosto bastante duvidoso). Basicamente, tudo é exagerado! O sangue, as bizarrices, os palavrões, etc etc etc. Claro que o exagero não é inédito no trash, mas o público que aprecia tal gênero é bastante específico.

Já que a ideia era se divertir durante as filmagens, o elenco cumpre bem o seu papel. Como comediantes, todos meio que repetem o que fazem todos os dias, com suas características e estilos de humor. Destaque para Murilo Couto e Dani Calabresa que, mesmo em papéis secundários e quase deixados de lado, conseguem sobressair e arrancar boas risadas do público em praticamente todas as cenas que protagonizam.

O grande problema da produção fica por conta do roteiro e enredo arrastados. Apesar de começar bem, mesclando comédia e ‘terror’ em doses corretas, rapidamente a trama se perde, fica arrastada e repetitiva – talvez até apelativa para alguns –, inclusive com inúmeros jump scares. É o lado negativo dos exageros…

Enfim, Os Exterminadores do Além Contra a Loira do Banheiro não reinventa a roda, é previsível e arrastado, mas é uma produção diferente do habitual no cinema brasileiro. Se você, assim como eu, gosta do bom e velho trash com pitadas de terror, piadas (engraçadas ou não, sem filtro e sem noção), desligue a função ‘pensar’ do cérebro e vá ao cinema, pois esse filme pode te agradar.

Nota: 7/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.