por Dan Costa

Quando ouvi que o diretor Zack Snyder estaria dirigindo Sucker Punch, já fiquei louco para vê-lo. Snyder quase sempre acerta nos filmes que faz, como 300 e Madrugada dos Mortos. Então já conhecendo o diretor, fui ver o filme com a mente aberta.

Sucker Punch conta a históriade uma jovem garota (Baby Doll) que é internada em um hospício por seu padrasto. Contando com uma realidade alternativa como uma estratégia para fugir dos abusos e do mundo louco do hospício, ela tem visões de um plano que vai auxiliar ela e outras vítimas (pacientes) a escapar desse lugar para loucos.

O filme é praticamente dominado por mulheres detonando tudo. Entre as atrizes temos Emily Browning como a protagonista “viajante” Baby Doll. Browning, apesar de passar imagem de menina delicada, ela consegue transformar Baby Doll em uma das mulheres mais guerreiras do filme. Outra beldade que rouba a cena é a australiana Abbie Cornish, que incorpora a durona e mais experiente Sweet Pea. Fiquei feliz em ver Vanessa Hudgens fora do High School Musical e longe das fotos eróticas, no papel de Blondie. Não curto muito a atriz, mas espero que ela fique fora de musicais e faça mais filmes “assistíveis”. E para finalizar o hall de atrizes, Carla Gugino. Ela faz a Dr. Vera Gorski no “mundo real”do filme, mas quando Baby Doll entra em suas viagens, ela fica parecendo mais uma cafetina/professora de dança. De qualquer forma, ela faz tudo muito bem.

Zack Snyder consegue botar toda sua viagem no filme. A parte visual é muito legal e interessante. A riqueza em detalhes e na fantasia impressiona. Quem viu 300 e Watchmen sabe o que eu estou falando. Snyder também escreveu o filme, fazendo de Sucker Punch o seu primeiro filme “original” (Watchmen e 300 foram adaptações, Madrugada dos Mortos foi um remake).

Resumindo: Sucker Punch é um filme que vai ferrar com sua cabeça. Se você lutar contra o que está vendo, você não irá entender patavinas. O jeito é relaxar e deixar o filme fluir, e o espectador vai se maravilhar com a riqueza gráfica e as loucuras, além de um bando de mulher destruindo tudo. Imagine Mercenários de saias com LSD. Sim, isto é Sucker Punch.

Nota: 7/10

Anúncios

4 comentários »

  1. Confesso que me surpreendeu tb….Esperava menos, mas saí do cinema com uma ótima sensação….
    E outra coisa, Sweet Pea, me chama de louco e me amarra na cama, sua linda….

    Curtir

  2. Desculpas , mas eu tenho que ser lesbica ou ter um pinto pra poder curtir esse filme ! o comeco pareceu muito comprometedor , fiquei ansiosa pra ver , mas ser tirar as minas bonitas do filme vcs virao como esse filme eh meio que idiota,a non brainer e basicamente tenho que ser um adolescente punheteiro pra achar que esse filme foi muito bom ! Nota 5 !talvez 6 por causa das meninas!
    Nao vou negar , algumas cenas de lutas foram super massa, mas ate agora estou invocada como que foi essa bendita danca que essa mina faz que todo mundo acha um maximo, mas nenhuma cena deixou claro o que eh ! ummm??!!! tsk tsk deve ser uma danca melhor do que segurar o tchan =)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s