SBNC3 - Banner Portrait_Alan

por Daniel Odon

“Se Beber, Não Case – Parte III” (The Hangover – Part III), dirigido por Todd Phillips, traz o desfecho da trilogia de comédia da Warner Studios, quando o grupo de amigos – Phil (Bradley Cooper), Doug (Justin Bartha), Stu (Ed Helms) e Alan (Zach Galifianakis) – retornam à cidade onde tudo começou, Las Vegas. A terceira parte da franquia centra-se mais no personagem Alan que, juntamente com seus amigos, encara novas aventuras.

Diferentemente do ocorrido com as duas edições anteriores, esta versão não parte de um cenário hilário de desordem e enigmas que aguçam a curiosidade do espectador e prende sua atenção a medida que o filme se desenvolve e os mistérios vão progressivamente se solucionando. Desta vez decidiram furtar do público este elemento característico que, originalmente, tornou a franquia famosa. Esta terceira produção contém  enredo fraco e inverossímil, fazendo parecer que foi elaborado de improviso, só para entrar na modinha das trilogias.

O ponto de partida do longa metragem está na amizade que Alan, por anos, cultivou com Chow (Ken Jeong), o gângster asiático sociopata de voz fina. Chow escapa do presídio em que cumpria pena e, de repente, surge um gângster concorrente que, no passado, foi roubado por Chow em milhões de dólares em barras de ouro. Esse novo gangster, Marshall (John Goodman), sabedor da amizade entre Alan e Chow, vai atrás do grupo de amigos e ostensivamente captura Doug, condicionando sua soltura com vida à entrega de seu desafeto, Sr. Chow, e seu ouro.

Na busca de Chow, o grupo de amigos passa pelo México, no entanto, a estória concentra-se no retorno à Las Vegas. Apesar de ter sido anunciado como parte final da trilogia, esta terceira versão insere na trama Cassie (Melissa McCarthy), dona de uma loja de penhor que se encanta à primeira vista com Alan, cujos sentimentos parecem recíprocos. Infelizmente, ainda que na cidade onde tudo começou, a versatilidade e humor da trama não são os mesmos das duas edições antecedentes.

O público que espera com grande expectativa a estória certamente irá se decepcionar. Enquanto comédia, conseguir uma gargalhada é uma tarefa hercúlea, senão rara. Outro fator desagradável é a desnecessária crueldade a animais que o filme sugere, indo da decapitação – totalmente despropositada – de uma girafa à tiros e maus-tratos a cachorros, além do explícito asfixiamento de um galo, que padece lentamente aos olhos do espectador.

O melhor da produção a cena pós-crédito, onde lançam todos os membros do grupo de amigos, agora com Cassie (Melissa McCarthy)  – que por si só já promete uma sequencia digna de boas risadas –, acordando imemoriados em um quarto todo destruído, repleto de indícios hilários, desordenados e enigmáticos, este sim um cenário digno da franquia que renasce com o espírito de “cenas do próximo capítulo”. Rmanesce, então, a pergunta: não seria este filme a parte final da trilogia “Se Beber, Não Case”? Pois é, esta é a proposta inicial. Porém, a cena proporciona muitas dúvidas com relação ao fim das aventuras do inustitado e irreverente grupo de amigos. Se não houver continuidade, será apenas mais uma das crueldades de Todd Phillips.

Nota: 5/10

Anúncios

4 comentários »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s