Ele foi chamado de “Tom Cruise do pornô” pelo jornal britânico The Guardian. Mas poderia ser também “James Dean dos filmes pornográficos”, para manter a semelhança com o nome. Ou então “Robert Pattinson da indústria do sexo”, para deixar a coisa mais atual. O fato é que James Deen, 26 anos, é o novo galã do cinema americano. Do cinema pornô, é verdade. Mas isso pode mudar em breve. Conhecido por “olhar nos olhos” das mulheres com quem contracena, ela está perto de cruzar a barreira do entretenimento e passar para o “mainstream”, ou seja, para a cultura de massa. O escritor Bret Easton Ellis (autor de Glamorama e Psicopata Americano, entre outros) anunciou recentemente o desejo de ter Deen no papel central de The Canyons, filme que será dirigido por Paul Scrader, roteirista de Taxi Driver.

Como o ator está prestes a conseguir essa transição de forma bem sucedida é algo que a imprensa americana ainda está tentando entender e explicar. Deen entrou na indútria do sexo em 2004, aos 18 anos, e logo chamou a atenção por fugir totalmente do estereótipo de ator pornô – o típico fortão, bronzeado, bem dotado e um pouco selvagem. Além de olhar diretamente para as atrizes, ele é conhecido por sussurrar o que supostamente seriam expressões sexuais nos ouvidos delas. Foi o suficiente para cair no gosto de adolescentes e jovens mulheres, um público não muito óbvio para o cinema pornô.

 “Ele é exatamente o tipo de ator em que eu estava pensando”, disse Ellis. “É acessível e representa a democratização da nossa cultura. Ele não é o tipo fortão e bronzeado – é o garoto fofo que poderia ter sido seu colega de faculdade”, explicou o escritor. The Canyons vai retratar cinco jovens de vinte e poucos anos em busca de poder, amor e sexo na Hollywood de 2012. Ellis quer Deen para o papel do protagonista do longa, que, claro, exige cenas de nudez completa.

Mas, surpreendentemente, Deen não está completamente convencido sobre as vantagens de passar para o “maisntream”. O pornô oferece trabalhos regulares, sete dias por semana, e paga bem – embora os cachês tenham diminuído após o colapso do mercado de DVDs em 2008. O ator tem dois carros na sua garagem – um Nissan e uma BMW -, ambos comprados com o dinheiro que ganhou tirando a roupa e fazendo sexo com belas mulheres diante das câmeras.

E o ator garante que está feliz com a profissão. Ele já disse por aí que tinha o sonho de ser ator pornô desde os tempos de escola. E garante que, se aceitar participar do filme, será apenas porque é escrito por Ellis. Cheio de ironia, ele declarou ao The Guardian: “Se fosse com Spielberg, eu não faria. Eu diria: ‘Quanto você vai me pagar? Porque vou ter que me esforçar mais. E não poderei transar no trabalho'”.

Deen tem festejado que o mundo esteja cada vez mais “sexual” e que o cinema pornô esteja mais popular. “O mundo está ficando um lugar mais sexualmente livre. Pessoas estão mais confortáveis ao assistir pornô. Isso é ‘cool'”, disse em uma entrevista ao site The Good Men Project. Mas ele admite que não faz qualquer filme e que já negou trabalhos. “Não gostei do roteiro de um filme. As garotas agiam como se estivessem fazendo algo ‘ruim’, como pisar no meu pé, e então eu fazia sexo para puni-las. Isso me causou repulsa”, disse, assumindo o papel de bom moço da indústria pornô.

Sobre o passado de Deen, não se sabe muita coisa. Sabe-se que é judeu, natural de Pasadena, na Califórnia, e que passou um tempo brigado com os pais, mas que a família já voltou às boas. Ele deixou a casa dos pais antes de completar 18 anos, o que fez com que passasse dificuldades, e, antes de virar ator pornô, trabalhou em um Starbucks. No entanto, seu verdadeiro nome nunca foi revelado.

O fato é que essa não seria a primeira vez que um ator pornô tentaria a transição para o “mainstream”, mas talvez seja a mais aguardada e, segundo alguns comentários, a que tem mais chances de dar certo. Jenna Jameson, por exemplo, também conhecida como “the queen of porno” (a rainha do pornô), tentou a sorte no “cinema normal” em 2008, com Zoombie Strippers, mas o filme não foi exatamente um sucesso de bilheteria. Traci Lords ainda aparecia em filmes pornográficos em 1998, quando conseguiu um papel em Blade e algumas participações em seriados, como Roseanne e Will & Grace. Sasha Grey apareceu na sétima temporada de Entourage e terá um papel no filme Inferno: A Linda Lovelace Story, que contará a história verídica de Linda Lovelace. Coincidentemente ou não, Linda tentou o sucesso em Hollywood após protagonizar o pornô Garganta Profunda.

O diferencial de Deen é justamente sua aparência “comum” e seu sucesso entre as mulheres – das adolescentes às mais crescidas. Basta dar uma olhada em sua conta no Twitter para verificar que, entre seus 43 mil seguidores, muitos são jovens fãs. “Eu juro por Deus que o motorista do ônibus detsa manhã era a cara do James Deen”, “amoooooo”, “James Deen é meu herói” são algumas das frases postadas por suas seguidoras, algumas com aparência de menos de 20 anos.

Não se sabe se Deen terá sucesso se realmente tentar a transição para o “mainstream”, mas o fato é que a aparência de bom rapaz, o sucesso entre as adolescentes – o que seria de Robert Pattinson, Justin Bieber e companhia sem o público jovem? – e a atitude blasé em relação ao cinemão de Hollywood – que ator pornô diria não a Speilberg? – já contam pontos a seu favor. Agora resta saber se ele vai aceitar o convite de Ellis e provar que há vida em Hollywood para quem começa no cinema pornô.

Fonte: Terra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.