A Primeira Noite de Crime (The First Purge), dirigido por Gerard McMurray (“Código de Silêncio”), é o quarto filme, que funciona como prelúdio, da franquia de terror/ação – e inesperado sucesso -, “Uma Noite de Crime”.

EUA num cenário político desastroso, em crise, com aumento da pobreza e da criminalidade. Para combater todos esses problemas que republicanos e democratas não conseguiram solucionar, surge a NFFA (New Founding Fathers of America), uma organização que resolve testar um experimento social: 12 horas sem leis, nas quais a anarquia é permitida e todo tipo de crime é liberado.

Liderado pelo político Arlo Sabian (Patch Darragh, “Sully: O Herói do Rio Hudson”) e pela Dra. Updale (Marisa Tomei, “Homem-Aranha: De Volta ao Lar”), o experimento se passa em Staten Island, parte mais pobre de NY, e a participação da população é incentivada com um prêmio de 5 mil dólares aos que ficarem na ilha durante o expurgo. Aos que são contra a experiência e não conseguiram sair da ilha, resta tentar sobreviver à perigosa noite.  

O elenco conta ainda com Y’lan Noel (no papel do traficante Dmitri), Lex Scott Davis (ativista pacifista Nya), Joivan Wade (Isaiah, irmão de Nya), Rotimi Paul (psicopata viciado Skeletor), entre outros.

O objetivo de A Primeira Noite de Crime é mostrar os bastidores do expurgo, como a ideia surgiu e como tudo isso começou; de fato há um pouco dessa explicação no enredo, mas, infelizmente, não tão aprofundada quanto deveria.

Apesar da grande oportunidade de explorar a carga política existente na trama, a superficialidade do roteiro e a fraca direção resultam em mais um filme baseado quase que somente na violência gráfica (nada que não tenhamos visto nos Purges anteriores). Uma pena que as boas coreografias e o uso de câmera lenta nas cenas de ação não compensem os jump scares fora de lugar e a pobreza nos diálogos…

Ainda que não traga novidades à franquia, o filme tem pontos positivos além das boas sequências de ação: 1) Y’lan Noel se mostra um ator bastante promissor no papel de herói inesperado e praticamente toma conta da bagaça toda, deixando o restante do elenco meio que de lado; 2) pra quem gosta de hip hop, a trilha sonora é digna de destaque! Excelentes escolhas que se encaixam perfeitamente às cenas.

A Primeira Noite de Crime tinha que se focar muito mais nos porquês do expurgo (que hoje parece uma realidade assustadoramente próxima), em como toda essa violência se iniciou e o experimento alcançou o sucesso mostrado nos outros filmes, porém, o que vemos na tela é quase uma repetição do que já vimos anteriormente, mantendo o nível próximo ao de “Uma Noite de Crime: Anarquia” e “12 Horas Para Sobreviver: O Ano da Eleição”, respectivamente segundo e terceiro capítulos da franquia. Se você gostou deles, é bem provável que a ida ao cinema valha a pena (o primeiro continua disparadamente o melhor!)…

Nota: 6/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.