por Dan Costa

O filme mais aguardado do ano (pra mim) finalmente estreou! Pânico 4 superou qualquer expectativa que eu tinha e só não superou o primeiro filme da série por apenas alguns detalhes.

A turma toda volta 11 anos após o primeiro filme, com Sidney, Dewey e Gale bem mais maduros que a última vez que os vimos. De certa forma, acredito que isso foi um ponto negativo no filme, já que estávamos acostumados com o jeito bobalhão do policial Dewey, que agora é um xerife. O filme volta a se passar em Woodsboro, e Sidney volta à cidade para divulgar seu novo livro de auto-ajuda. Assim que o Anjo da Morte, apelido de Sidney, pisa na cidade, assassinatos brutais começam a acontecer.

Como eu disse anteriormente, os personagens e os atores estão bem maduros, mas ainda sim conseguimos reconhecê-los. Neve Campbell faz Sidney, que ainda é a sobrevivente e lutadora dos filmes anteriores. Foi legal ver que ela ainda manteve alguns trejeitos da personagem. Courteney Cox, Gale Weathers, não é mais a repórter inescrupulosa e sem limites que conhecemos se tornando uma escritora sem criatividade. Têm horas que Cox parece a mocinha de Superman, Margot Kidder, por causa do botox exagerado em sua boca. David Arquette voltou a fazer o agora xerife Dwight “Dewey” Riley, mas um pouco modificado. Parece que Dewey, assim como o ator que o faz, amadureceu e deixou esse jeito meio estabanado pra trás. Não sei se foi reposição de células-tronco ou foi erro de filmagem, mas notei que ele não manca mais, como acontecia em Pânico 2 e 3. O cast de apoio foi muito bem escolhido, com adolescentes realmente fazendo papel de adolescentes, com Hayden Panettiere, Emma Roberts, Rory Culkin, Nico Tortorella e Erik Knudsen contribuindo para o bom andamento do filme.

Wes Craven voltou a fazer o que sabe fazer melhor! Com esse filme ele consegue nos fazer esquecer o horrível (no péssimo sentido) A Sétima Vítima. O filme é bem cadenciado, tem sustos dosados e começa já a 400 km/h! Kevin Williamson volta a escrever os roteiros para Craven, saindo um pouco do seriado teen, Vampire Diaries. Dizem que o roteirista Ehren Krueger foi trazido ao filme para dar uma polida no roteiro de Williamson. De qualquer forma, o roteiro funcionou muito bem. A série sofreu um upgrade/update também. Ao invés de apenas telefones celulares, Williamson incorporou à trama o Facebook, SMS, iPhone, etc. Muito bem utilizados no filme!

Resumindo: Pânico 4 é com certeza o melhor filme desde o primeiro. E digo que só não é melhor que o primeiro por que Pânico começou com toda essa história de Ghostface, final surpreendente, e merece o primeiro lugar. O final continua surpreendente e estou curioso pra saber o que o roteirista irá fazer em Pânico 5 e 6. Pânico 4 tem boas doses de comédias também, fazendo referência aos remakes e continuações. Muito bom!

Nota: 9.4/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s