Review: O Sono da Morte (2016)

Publicado: 01/09/2016 em Criticos, Ed Jr, S, Terror/Suspense, Thriller
Tags:, , , , , , , , , ,

469877

por Ed Jr.

O Sono da Morte (Before I Wake) é o atrasado lançamento – previsão inicial era 2014 – de suspense/terror dirigido por Mike Flanagan (“O Espelho”, “Hush: A Morte Ouve”).

Na trama, o casal Jessie (Kate Bosworth, “Superman: O Retorno”, “Quebrando a Banca”) e Mark (Thomas Jane, “O Justiceiro”, “O Nevoeiro”), após perder seu único filho em um trágico acidente, decide adotar um garotinho de 8 anos chamado Cody (Jacob Tremblay, “O Quarto de Jack”).

Cody, educado e simpático, é rapidamente acolhido pelo casal que logo descobre que o menino morre de medo de dormir. Acreditando que o trauma fosse resultado dos vários lares adotivos pelos quais Cody passou, Jessie e Mark passam a notar estranhos acontecimentos que logo revelam o verdadeiro motivo do medo de Cody: enquanto ele dorme, todos os seus sonhos se manifestam no mundo real.

Inicialmente, tudo isso parece fantástico, porém, o “dom” de Cody se mostra perigoso e mortal quando seus pesadelos também passam a se tornar realidade. Na tentativa de salvar a nova família, caberá ao casal descobrir a verdade sobre o passado do garoto e seus pesadelos.

O elenco ainda conta com: Annabeth Gish (dos seriados “Arquivo X”, “Sons of Anarchy”) e Dash Mihok (“O Dia Depois de Amanhã”, “O Lado Bom da Vida”).

Apresentado como um filme de terror, O Sono da Morte se encaixaria melhor como um filme de fantasia, mas mais sombrio, naquela pegada do fracoO Labirinto do Fauno” e do excelenteA Espinha do Diabo”.

A trama se desenvolve em torno de Cody e seus sonhos, por isso, não espere assassinatos brutais, fantasmas, sangue e aqueles elementos presentes nos clássicos de terror. Apesar de alguns jump scares (e efeitos especiais medianos), o foco do enredo aqui não é o horror, e sim o medo presente no psicológico e no emocional de um garotinho.

Com personagens bem construídos (talvez a exceção seja o pai Mark), o elenco se sai muito bem. O destaque fica por conta do excelente Jacob Tremblay que, definitivamente, merece o status de grande revelação de 2015/2016! O ator consegue transmitir ao espectador todo o medo e a culpa que o garoto sente por seus sonhos e pesadelos atingirem as pessoas próximas a ele, deixando quem assiste com aquela angústia para que tudo dê certo.

O Sono da Morte, com pontos falhos e gênero não muito bem definido, não é um primor, mas também não deixa tanto a desejar. Vá ao cinema sem muita expectativa e é bem capaz que você saia da sala satisfeito e levemente surpreendido com o que viu.

Nota: 6,5/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s