por Ed Jr.

A Noiva (The Bride ou Nevesta, título original), terror sobrenatural dirigido por Svyatoslav Podgaevskiy, é outra produção do cinema russo que chega ao Brasil em 2017, assim como o horrorosoGuardiões” – crítica aqui.

No século XIX, uma tradição russa dizia que ao fotografar uma pessoa morta com olhos pintados nas pálpebras fechadas, a alma dessa pessoa ficaria para sempre capturada no negativo da foto, ‘enganando’ a morte. Desesperado após a esposa falecer, Barin (Igor Khripunov), fotógrafo cadaverista™ (acho que acabei de criar essa expressão!), decide resgatá-la, trazendo sua alma a um novo corpo. Claro que algo sai errado e uma maldição recai sobre a família de Barin por várias gerações.

Assim chegamos aos dias atuais e ao casal Ivan (Vyacheslav Chepurchenko), descendente de Barin, e Nastya (Victoria Agalakova). Em visita à irmã do rapaz e após uma série de sinistros acontecimentos, Nastya percebe que, além de existir algo aterrorizante e sobrenatural ligado àquela família, sua vida pode estar correndo sério perigo.

Em primeiro lugar, é uma sempre louvável quando esses mercados meio alternativos tentam produzir coisas inovadoras ou, pelo menos, competir com os grandes! Entretanto, A Noiva não receberá os parabéns (talvez só pelo trailer mesmo que criou uma boa expectativa…)!

Crenças, tradições, mortos e rituais sobrenaturais… Tudo parecia promissor para o diretor Podgaevskiy, mas a falta de narrativa coerente, os furos na história e a edição ‘duvidosa’ estragam todo potencial que havia na produção. Basicamente somos jogados dentro da trama, o filme se desenrola sem lógica/explicação enquanto nos perdemos entre cenas do passado e do presente, e tudo termina com vários pontos ignorados ou simplesmente não respondidos.

Ainda que alguns detalhes como figurino, fotografia e ambientação mereçam elogios e o elenco cumpra razoavelmente bem o que lhe foi proposto, A Noiva consegue falhar até nos momentos de terror e suas tentativas de assustar, abusando de clichês hollywoodianos e jump scares. Ou seja, praticamente nada funciona!

Conclusão: é legal que a Rússia tente e tudo mais, mas precisamos caprichar mais aí, viu, gente?! Tá bom não……. =/

Vale um desabafo aqui também: malditos trailers que superam os filmes! Pior do que isso, no caso de A Noiva, as melhores cenas do trailer não foram nem incluídas na versão do cinema! o.O

Nota: 4/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s