por Ed Jr. 

Megatubarão (The Meg), dirigido por Jon Turteltaub (“Jamaica Abaixo de Zero”, “Última Viagem a Vegas”), é a mais recente produção de ação/terror envolvendo os perigosos e assustadores tubarões (nesse caso, um monstro pré-histórico com mais de 20 metros!).

Quando a tripulação de um dos submarinos do programa internacional de observação subaquática Mana One fica presa nas profundezas do Oceano Pacífico após um aterrorizante ataque, o oceanógrafo Zhang (Winston Chao, “Fora do Rumo”) e o cientista Mac (Cliff Curtis, “Os Últimos Cavaleiros”, seriado “Fear The Walking Dead”) sabem que somente um homem pode salvar aquelas pessoas: o mergulhador de resgate Jonas Taylor (Jason Statham, “Adrenalina”, “Os Mercenários”).

Aposentado após seu último e traumatizante mergulho – também causado por um ataque da misteriosa criatura – Taylor deve confrontar seus medos e arriscar sua própria vida nesse resgate para salvar os tripulantes e a humanidade dessa gigantesca ameaça conhecida como Megalodonte.

O elenco conta ainda com Li Bingbing (“Transformers: A Era da Extinção”), Rainn Wilson (seriado “The Office”), Shuya Sophia Cai, Ruby Rose (“John Wick: Um Novo Dia Para Matar”), Page Kennedy (seriado “A Hora do Rush”), entre outros.

Depois do clássico “Tubarão” de Spielberg, esses assustadores animais causam arrepios em algumas pessoas, tranformando-os em excelentes antagonistas no mundo do cinema. Entre as inúmeras películas do gênero (bota inúmeras nisso!), temos  tubarões normais, fantasmas, zumbis, demoníacos, transportados em tornados….. Algumas de qualidade bastante duvidosa, mas – ainda bem! – que esse não é o caso de Megatubarão.

A fórmula é simples: Jason badass modafucka Statham vs tubarão bombado de 25 metros. Acrescente a isso ótimos efeitos especiais, belas paisagens subaquáticas, muita tensão e pronto. Tá aí um excelente divertimento! O próprio título do filme já nos faz esperar alguns absurdos, mas nada que não seja inerente ao estilo.

Assim como as cenas inacreditáveis, também faz parte desse tipo de produção a falta de profundidade dos personagens. Poucos deles realmente são observados mais psicológica e sentimentalmente. Entretanto, mesmo assim, o elenco cumpre bem sua função com bastante tensão, alguma comédia e corpos em forma (oi, Jason! Turubom?!)

Megatubarão não usa ‘novidades’ e se propõe a fazer o simples de maneira bem-feita… Bom, tarefa alcançada com sucesso! Se você quer duas horas de diversão com explosões, tensão, escapadas por um fio e cortes de câmera com frases de herói do protagonista, esse filme é pra você.

Nota: 8/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.