“I’m gonna cut your Goddamn heaf off!”

por Dan Costa

Estava vendo a versão em blu-ray de X-Men Origins: Wolverine ontem e resolvi escrever sobre ele aqui no blog, como um dos Reviews Retroativos que tinha comentado no twitter (@danmoviesnstuff).

O filme começa de uma forma interessante, mostrando a infância de Logan e seu irmão (?) Victor, também conhecido como Dentes-de-Sabre. Nos primeiros minutos de filme, vemos várias fases da vida dos dois desde 1845, passando pela Guerra Civil, Primeira e Segunda Guerra Mundial e Guerra do Vietnam. Numa determinada situação, coronel William Stryker aborda a dupla de irmãos com o convite para fazer parte de uma equipe de pessoas com “habilidades especiais”, a Equipe X, que conta com Agente Zero, Espectro, Blob, Bolt e Deadpool, além de Dentes-de-Sabre.

Hugh Jackman volta pela 4º vez a interpretar Wolverine. Neste primeiro spin-off de algum herói dos X-Men, a série Origins começou relativamente bem. Alguns personagens foram adicionados, outros foram praticamente destruídos pela produção e outros não faziam a menor diferença. Liev Schreiber incarna Dentes-de-Sabre pela primeira vez e faz um bom trabalho. O cara consegue mostrar o lado sacana e mal, como Dentes-de-Sabre realmente é. Outro ator que foi trocado foi o Danny Houston, que interpreta William Stryker, previamente interpretado por Brian Cox em X-Men 2. Houston faz um ótimo trabalho, tão ótimo quanto o feito em 30 dias de noite. Ainda temos Silver Fox interpretada pela bela Lynn Collins, que faz um trabalho razoável.

Agora vou citar os que foram modificados, não fariam falta e destruídos.

Gambit (Taylor Kitsch)- Originalmente, o cara é francês e não Texano ou sei lá qual o sotaque dele. A parte dele poderia ter sido maior também.

Deadpool (Ryan Reynolds) – A Fox cagou no pau. Tentaram misturar 200 poderes no cara, e fugiu da essência dele. Os fãs reclamaram muito.

Dentes-de-Sabre- Foi modificado. Ele é mais ativo do que no filme dos X-Men. Mais esperto e mais babaca.

Espectro (Wil.i.am)- Foi uma agradável surpresa, fez o que tinha que fazer.

Cyclop (Tim Pocock)-Acho que só colocaram ele aí para explicar um poder do Deadpool.

Professor Xavier (Patrick Stewart) -Esse é outro exemplo de personagem destruído, com mal uso de efeitos especiais. Você vai saber o que estou falando assim que vê-lo.

Wolverine é um resumo modificado da história original do homônimo. Deve saciar a vontade de ver um filme do berserker daqueles que não conhecem toda a história, quem não lia os quadrinhos, mas para quem é um fã die-hard, o filme deixa muito a desejar. Outra coisa que deixa a desejar são os efeitos especiais, que parecem muito baratos. Com supostamente 150 milhões de dólares gastos no filme, era obrigação da Fox de fazer uns efeitos especiais descentes. Se fosse algum outro filme com baixo orçamento a minha opinião seria outra, mas com esse budget, tinhamos que ter visto efeitos especiais bem executados e mais bem pensados. E olha que nem gastaram dinheiro com sangue….

Esse foi outro problema…. a Fox quis fazer um filme PG-13 (classificação etária baixa) para que pudesse alcançar audiências maiores (em números) e fazer mais dinheiro assim. Com isso QUASE todo sangue do filme foi cortado. Temos pequenas cenas onde temos “amostras” de sangue, mas covenhamos, um filme do Wolverine sem sangue chega a ser uma coisa estapafúrdia. Show me some blood!!!

Nota 7/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s