por Ed Jr

Estrelado por atores desconhecidos, “Projeto Dinossauro”, dirigido pelo também desconhecido diretor de séries de TV Sid Bennett, nada mais é do que a ideia de “Jurassic Park” com o estilo de filmagem de “A Bruxa de Blair”.

O filme mostra a expedição exploratória de uma equipe de filmagem, formada pelo famoso explorador Marchant (Richard Dillane); seu fiel, porém invejoso escudeiro Charlie Rutherford (Peter Brooke); pela Dra. Liz Draper (Natasha Loring); pelo operador de câmera Dave Moore (Stephen Jennings); e pelo penetra, filho geek adolescente de Marchant, Luke (Matt Kane).

Nas florestas africanas, mais especificamente no Congo, a expedição liderada por Marchant parte em busca de imagens do mítico monstro africano Mokele Mbembe, ou monstro do ‘Lago Ness, só que da África’. No entanto, chegando ao continente africano, o grupo se depara com estranhos seres voadores até outrora extintos há vários milhões de anos.

Munidos de um arsenal tecnológico (câmeras com sensor de movimento, à prova d’água e etc) e morrendo um por um, os exploradores descobrem que aqueles animais, bem como os outros existentes no local, são dinossauros, mas não dinossauros comuns, e sim criaturas que evoluíram durante o passar dos anos, tornando-se ainda mais perigosas e sanguinárias.

Bom, o que dizer desse belíssimo e sensacional filme?! (#NOT)… “Projeto Dinossauro” é mais uma película que se utiliza do estilo ‘documentário filmado’ para narrar sua história, ou seja, é mais um filme com o estilo de “A Bruxa de Blair”, “[REC]”, “Cloverfield – Monstro” ou “Atividade Paranormal”. No entanto, ao contrário dos citados, a ideia aqui não funciona, seja por conta das atuações medíocres, seja por conta dos efeitos ruins (os dinossauros são bem mal feitos, no estilo ‘Made for TV’) e falhas de produção (como é possível uma filmagem amadora não perder o foco? Não tremer? E dispor de diversidade angular em uma mesma cena? O.o). Em suma, a massa não dá liga, a coisa não flui, o bonde não anda, o meio de campo não joga, o motor não engrena, e por aí vai.

Ok, dinossauros sempre são legais, mas “Jurassic Park” criou uma barreira até o momento intransponível no que diz respeito a esse tema. Podem tentar, mas nunca, e eu repito: NUNCA, e acrescento: JAMAIS, conseguirão sequer repetir o sucesso alcançado pela obra de Spielberg. Portanto, sem papas na língua, não perca o seu precioso tempo indo assistir “Projeto Dinossauro”, não vale a pena, não vale o ingresso, não vale para o extinto Cinema em Casa!!! Ao invés disso, vá à locadora, se você não tiver o filme em casa, e alugue “Jurassic Park”, garanto que será bem melhor assisti-lo pela 20ª vez do que assistir “Projeto Dinossauro” uma única vez…

Nota: 2/10 – OBS: só dou nota 2 porque dinossauros são legais!

Anúncios

2 comentários »

  1. gente nao vi o filme todo mais c alguem viu por favor me responde:a dr.liz morre mesmo ou ela aparece ainda no filme? e se ela morre ela morre de que?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s