roger-ebert-1299624945075_300x300

O decano dos críticos de cinema norte-americanos, Roger Ebert, 70 anos, morreu nesta quarta (4), após uma longa batalha contra o câncer, que lhe havia levado o maxilar. O anúncio da morte foi feito por meio do jornal Chicago Sun Times, onde Ebert mantinha um blog e ocasionalmente escrevia críticas dos principais filmes em cartaz.

Ebert foi o primeiro crítico de cinema a ganhar o Prêmio Pulitzer, principal honraria do mundo literário nos EUA. E era um rosto familiar ao público norte-americano por causa de seus programas de crítica cinematográfica na TV. Em parceria com Gene Siskel, ele inventou a avaliação “two thumbs up” (dois sinais de positivo, quando o filme era muito bom).

Desde 2002, Ebert estava combatendo um câncer de tiróide. Depois de sucessivas operações que removeram o maxilar e as cordas vocais do crítico, ele passou a se comunicar com a ajuda de um computador e um software de leitura eletrônica. Ele compareceu ao programa de Oprah Winfrey e deu palestras no TED, com ajuda de sua esposa, para falar de sua nova condição.

Além do site e do blog, ambos hospedados no site oficial do Chicago Sun Times, Ebert era figura recorrente no Twitter, onde mantinha conta e se pronunciava sobre todos os assuntos – além de cinema, um de seus assuntos preferidos era política.

Ele escreveu mais de quinze livros, incluindo seu guia anual de filmes, com críticas de cada ano. No Brasil, teve pelo menos dois livros publicados: “A Magia do Cinema”, onde lista cem dos filmes mais importantes da história, e “Grandes Filmes”, que também contém uma coletânea com outras cem críticas cinematográficas

Repercussão

Michael Moore, cineasta americano: “Roger Ebert, milhões de sinais positivos pra você. Descanse em paz”
Harry Jay Knowles, crítico de cinema: “Eu fui acordado com a notícia de que meu amigo Roger Ebert morreu. Não consigo expressar o quão triste estou. Ele foi um dos grandes.”
Anthony Bourdain, apresentador americano: “Que descanse em paz o inspirador Roger Ebert, um dos grandes”
Jim Lee, autor da Marvel: “Descanse em paz Ebert, ele abriu o mundo dos filmes para mim e muitos outros”

Fonte: UOL

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s