16fb50ff776de4c5b59c949cb6203874_XL.jpg

por Johnny

Após uma tentativa de roubo dar errado, cabe a Connie (Robert Pattinson (Sim, o vampiro de glitter)) fazer tudo que ele puder no submundo de Nova York para tirar seu irmão Nick (Ben Safdie), pois Connie tem certeza de que não vai sobreviver na prisão. Dirigido pelos irmãos Ben e Josh Safdie, com a participação de Bobby Duress, Jennifes Jason Leigh e Barkhad Abdi.

Robert Pattinson. (Slow clapping no fundo). Uau. Simplesmente uau. Não sabia que você tinha dentro você cara. Meus parabéns pra você man, parabéns. Desculpa cara, mas depois da sua performance em Twilight e Harry Potter não tinha como eu ter expecativas, mas puta que pariu Bom Comportamento me surpreendeu com o seu talento. Não vi nenhum outro filme que você tenha feito pelo receio das atuações anteriores mas depois desse filme honestamente deu vontade.

Ben Safdie infelizmente tem menos tempo de tela do que mereceu. O diretor do filme destrói no início mostrando exatamente tudo que era necessário saber sobre a situação de Nick e Connie dizendo pouquíssimas palavras. Bobby Duress acaba sendo meio mais ou menos demais considerando a excelente performance de Pattinson. O personagem dele acaba sendo mais relevante do que interessante.

Connie não é exatamente o protagonista que o espectador vai se identificar. O cara é um ladrão, golpista, canastrão, etc. Basicamente um filho da puta. Mas a construção do personagem e do relacionamento dele com o irmão faz com que, mesmo sendo sobre um ser humano horrível, o espectador queira ver essa história. Porque o filme é basicamente um dia ruim de uma pessoa pior e mesmo assim é envolvente. Robert Pattinson e a direção dos irmãos Safdie ajudam muito em passar os sentimentos de Connie pra tela. As longas cenas focando na expressão de Connie, que a princípio parece rasa mas com a trilha e as sutilezas da trama, passam toda a complexidade do personagem. É um filme meio sujo, com uma vibe tipo Trainspotting, que ajuda MUITO a contar a visão dessa história. A fotografia do filme passa exatamente a ideia de uma história crua e sem medo de ser feia, dando uma beleza especial pro filme. A trilha sonora de princípio pode parecer meio invasiva, e no início do filme ela é um pouco mesmo, mas com o passar do filme vai se encaixando melhor..

É um pouco difícil falar o que eu não gostei nesse filme. Ele definitivamente não é um filme pra qualquer pessoa. Ele exige bastante atenção nos detalhes e bastante interpretação do espectador. Algumas falas de Connie que parecem ser completamente fora de contexto tem um significado por trás. Por um lado essas mensagens poderiam ser mais claras, mas por outro lado essa profundidade faz com que a história fique mais complexa e interessante e se extenda além do filme. Talvez no meio do filme fique um pouco lento pro meu gosto, considerando o início mais frenético. Mas mesmo isso é algo um tanto quanto pessoal. Outra coisa que eu não gostei muito foi o personagem de Bobby Duress. Basicamente ninguém no filme se importa com ele e ele ganha MUITO tempo contando a história dele. Isso acaba sendo um contraste muito grande com a forma que a situação de Connie e Nick é contada.

Não vá no cinema pensando em ver uma história tranquila ou com uma lição de moral. Esse filme é a história de uma pessoa ruim que termina sendo ruim. Mas isso é muito bem feito. Bom Comportamento com certeza não é um filme para todos, mas para os que gostam de levar o filme pra depois do cinema, é provavelmente um dos melhores thrillers do ano.

Nota: 9,5/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s