por Johnny Ribeiro

Spider-man Homecoming é o segundo reboot nos cinemas de Homem-Aranha situado no Universo Cinematográfico da Marvel (MCU). Nesse filme, vemos Peter Parker (Tom Holland – “Capitão América: Guerra Civil”, ”No coração do Mar”) 2 meses depois dos eventos de Guerra Civil e ele está de volta a sua vida. Mas seu novo relacionamento com Tony Stark (Robert Downey Jr – “Zodíaco”, “Trovão Tropical”) faz com que todo o seu mundo mude completamente. Dirigido por Jon Watts (“Clown”, “Cop Car”) com a participação de Michael Keaton (“Batman”, “Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)”) e Marisa Tomei (“Meu Primo Vinny”, “O Lutador”).

Tom Holland tinha uma tarefa muito difícil para realizar: ser tão bom quanto Tobey Maguire e Andrew Garfield ou melhor. Não importa o que você acha da interpretação deles de Peter Parker, os dois são ótimos atores. É absurdamente incrível o quão bem Tom consegue fazer a sua tarefa, inclusive a ponto de eu dizer que ele é o melhor Peter Parker e Homem-Aranha até agora nos cinemas. Eu tô torcendo MUITO para ele não ser um daqueles atores que não viram o mundo depois de uma franquia de sucesso. Ver ele contracenando com monstros tipo o Robert Downey Jr e Michael Keaton é inspirador. Eu estou apostando muito que ele vai ser mais um Harrison Ford e menos um Mark Hammil. Michael Keaton é um dos Batmans favorito de MUITA gente e não é por menos. O cara é genial e nesse filme ele brilhou horrores. Geralmente, os vilões da Marvel são meio fracos e esquecidos, salvo raras exceções, mas ele com certeza foi um dos melhores vilões até agora da MCU. Surpresas extremamente agradáveis em Zendaya e Jacob Batalon.

Vou tirar isso logo do caminho: esse filme e Homem Aranha 2 do Sam Raimi têm a mesma história com uma ou outra alteração bem colocada. A história funciona? Com certeza. Os dois são excelentes filmes. Os arcos dos personagens funcionam e são bem desenvolvidos, a história, salvo algumas coisas que me incomodaram, é bem escrita e tem um dos melhores vilões da MCU até hoje. As motivações dele são muito boas e como ele desenvolve seu personagem é simplesmente genial. Nenhuma ação é inexplicável para o personagem e é um dos poucos vilões da MCU que não é mau por ser mau. Isso é o que mais me faz sentir que esse foi um filme diferente da Marvel. Ele não foge muito da fórmula de filmes de herói, mas executa ela melhor. Homecoming foi basicamente tudo que se esperava de um filme do Aranha. Os momentos de comédia são muito mais naturais do que aquela merda forçada de Vingadores 2 e isso pesa muito em um filme do Homem-Aranha.

Essa talvez seja a melhor adaptação do Peter Parker até agora. Deixando um pouco de lado e EXCELENTE performance do Tom Holland, esse Peter mostrou tudo que espera do Cabeça de Teia: o medo e a insegurança de início de carreira, a coragem, as piadas e principalmente, a superação diante de algo maior que ele. Isso pode ter virado parte da fórmula, mas é uma característica tão forte do personagem em suas outras aparições, tanto no cinema quanto em outras mídias, que não podia faltar nesse filme. E ficou muito bom no filme.

A produção do filme foi exatamente que se espera de um grande filme da Marvel, nada muito a elogiar mais nesse aspecto.

Bom… err… eu não sei nem como eu falo das coisas que eu não gostei depois de elogiar tanto. Porque tiveram coisas que eu não gostei. E você pode muito bem discordar de mim, mas leia com calma e não me odeie muito por favor.

Como eu já falei antes, Homecoming é meio que uma cópia de Homem-Aranha 2. Isso fez com que MUITO do filme fosse perdido para mim. Tirando alguns pontos MUITO bons, a maior parte da história foi extremamente previsível. Não só a mesma previsibilidade que se tem em filmes de herói, mas vários acontecimentos são facilmente previstos por quem se lembra do filme do Sam Raimi. Na maior parte do filme, eu me vi rolando os olhos pra coisas muito óbvias que iam acontecer 2 ou 3 cenas depois. Ser poupado de uma história de origem é legal, mas se manter seguro demais nessa fórmula e principalmente copiar um outro bom filme do Cabeça de Teia não foi a forma certa de se fazer isso.

Entrar no cinema basicamente sabendo 90% do plot por causa dos trailers foi uma das piores partes do filme. Sério. Qual o sentido de tanto da história neles? Um dos momentos mais fortes para a história do filme foi completamente estragado pelos trailers. Beleza, os trailers não me prepararam nem de longe para o quão foda foi o Michael Keaton e o Abutre dele, mas mesmo assim foi muito mais do que precisava. O filme já estava sendo hypado o suficiente pra não precisar de quase nada nos trailers pra levar as pessoas pro cinema.

Talvez um detalhe que nem todos devem concordar, mas eu achei a piada da Tia May ser jovem e bonita meio forçada e repetitiva. Já vimos isso em Guerra Civil, não precisávamos ver mais 978 vezes nesse filme.

Nota: 8/10

PS: É muito foda dar uma nota final pra esse filme principalmente porque ele mesmo sendo um rehash de outro filme do aranha, os dois filmes são ótimos.

PS2: Karen > Liz. Vejam e entendam o porquê.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s